inapimplencia

Como você lida com a inadimplência dos honorários contábeis?

Uma pesquisa divulgada pela Serasa Experian no início de março deste ano ressuscitou um fantasma que há anos estava sonolento: a inadimplência. De acordo com o órgão, no primeiro trimestre de 2015, o número de consumidores inadimplentes no país cresceu 16%. Na comparação com o mesmo período de 2014, o crescimento foi de 13,4%. Resultado do aumento do desemprego e das altas taxas de juros que são aplicadas num momento de estagnação da economia.

Para os escritórios contábeis, também é o momento de acender a luz amarela. A questão é: como lidar com a inadimplência dos honorários contábeis?

Deixar de prestar o serviço por conta da inadimplência?

A resposta a esta pergunta é não, não é correto que o contador deixe de prestar seus serviços devido ao não pagamento dos honorários. Obviamente, também não é correto o empresário contratar um contador e não pagar honorários.

Existem meios jurídicos para a cobrança, embora o melhor caminho seja uma conciliação entre o escritório e a empresa devedora. Rescindir o contrato pode ser a única saída nos casos em que a empresa contratante dos serviços realmente não puder mais pagar.

Como evitar – ou diminuir – a inadimplência?

O melhor caminho a ser seguido pelos escritórios de contabilidade, assim como os demais segmentos do mercado, é encontrar mecanismos de concessão de crédito que previnam a inadimplência, ou que ao menos os deixem menos vulneráveis. O mais habitual é a cobrança por meio de boletos bancários, pois quando ocorrer o não quitamento, o banco se encarrega de encaminhar para protesto, algo que realmente é desagradável para os empresários.

Menos habitual, mas também recomendável, é o pagamento antecipado por meio de cartão de crédito. As partes podem fazer um contrato anual e o valor parcelado numa transação de cartão de crédito em 12 vezes. Assim, o escritório contábil transfere para a operadora de crédito a responsabilidade do repasse dos valores, garantindo assim o recebimento de seus honorários em dia.

Nos dois casos – boleto e cartão de crédito – o alto índice de adimplência compensa as taxas cobradas pelos bancos e operadoras financeiras. Devidamente planejado, os valores das taxas podem ser embutidos no valor do honorário, não comprometendo assim o faturamento.

Uma boa estratégia de cobrança faz toda a diferença

A inadimplência é, em suma, o não cumprimento em dia dos acordos de pagamentos – quando não há perspectiva de recebimento, chamamos de perdas. Assim, o controle da inadimplência deve ser constante e trabalhar sempre com a prevenção. E prevenir não pagamento significa ter estratégias de concessão de crédito que resguardem o empresário, mas também uma estratégia de cobrança eficaz, que diminua o tempo dos atrasos e promova negociações para ajudar os clientes a regularizar sua situação.

Em resumo, é preciso criar uma política de cobrança e deixá-la clara ao cliente. É possível estipular um prazo máximo de atraso antes que sejam feitos contatos de cobrança via telefone e e-mail – três ou sete dias, por exemplo. Depois disso, fazer a cobrança deve ser uma atividade obrigatória para os profissionais responsável por esta área.

Não deixe de cobrar juros

A cobrança de juros também é importante para inibir a inadimplência. Sem ela, o empresário devedor irá priorizar outros fornecedores – que cobram juros – e deixar seu escritório contábil para depois.

O contrato de prestação de serviços contábeis deve ter uma cláusula que prevê o cancelamento automático da prestação de serviços em caso de atraso de um determinado número de mensalidades – independente de aviso prévio. Afinal, é melhor perder um cliente que não é bom pagador do que continuar prestando o serviço sem receber.

Você tem mais alguma dúvida sobre inadimplência de horários contábeis? Pergunte-nos pelos comentários!

16 respostas
  1. naira
    naira says:

    Preciso muito de ajuda nesta parte de resolver os problemas de inadimplências, minha empresa contábil hoje esta com um percentual de 60% de inadimplência mensal dos honorários , com isto criando um círculo vicioso que não estou mais conseguindo dar a volta, todo mês preciso investir valores pessoais para cumprir com as obrigações do escritório . Se puderem me ajudar ficarei muito agradecida.

    Responder
    • guilherme
      guilherme says:

      Olá Naira!

      Nós estamos observando resultados expressivos quando a empresa contábil tem um(a) profissional exclusivo e treinado para realizar cobrança. Quando a negociação amigável não funciona, mesmo após muitas ligações e e-mails, uma notificação extrajudicial pode ser enviada (preferencialmente com AR) e mantenha uma cópia junto ao contrato do cliente.

      Sempre que encaminhar uma notificação verificar a situação do cliente, visando manter o relacionamento e se for caso renegociar valores e prazo.

      No cálculo da notificação incluir multa, juros, honorários, custos de protesto (se houver), sempre atualizar até a data do envio por correio, respeitando o contrato firmado entre as partes.

      Grande abraço!

      Responder
  2. Amaro
    Amaro says:

    Boa tarde

    Tenho utilizado a tatica dos boletos bancarios com cobranças de juros e tem funcionado bem.
    Também dois dias antes do vencimento tenho o habito de passar um e-mail perguntando se recebeu o boleto e se esta tudo bem com a confirmação dos pagamentos e tem surtido efeito positivo.
    Mas valeu as dicas acima.

    Responder
  3. Khelven
    Khelven says:

    fiquei em duvida sobre a melhor forma de abordagem ao cliente, normalmente tomo uma abordagem mais amigável com todos eles, mas muitas vezes não recebemos. O que você indicaria para uma abordagem que gere maiores resultado?

    Responder
    • guilherme
      guilherme says:

      Olá Khelven!

      Nós estamos observando resultados expressivos quando a empresa contábil tem um(a) profissional exclusivo e treinado para realizar cobrança. Quando a negociação amigável não funciona, mesmo após muitas ligações e e-mails, uma notificação extrajudicial pode ser enviada (preferencialmente com AR) e mantenha uma cópia junto ao contrato do cliente.

      Sempre que encaminhar uma notificação verificar a situação do cliente, visando manter o relacionamento e se for caso renegociar valores e prazo.

      No cálculo da notificação incluir multa, juros, honorários, custos de protesto (se houver), sempre atualizar até a data do envio por correio, respeitando o contrato firmado entre as partes.

      Grande abraço!

      Responder
  4. RICARDO PITANGUEIRA
    RICARDO PITANGUEIRA says:

    Realmente esta situação de inadimplência é muito desgastante. Concordo que o serviço não deve parar, pois devemos antes conversar com o nosso cliente e tentar uma negociação, se não houver acordo é melhor cancelar o contrato. Gostei das dicas, parabéns. Ricardo Pitangueira – Salvador/BA.

    Responder
  5. wellington gondim
    wellington gondim says:

    Boa noite !!

    Prezado, estou investindo agora mesmo em uma abertura de um escritorio de contabilidade, mas, diante mão, agradeço as dicas, apesar de nao possuir cliente ainda, mas a dica ja fica como experiencia e decisão diante da situação, o que nao desejamos.

    Caro amigo, procuro o momento, estrategias para adquirir clientes, pois estou constituindo meu escritorio agora e ainda nao tenho clientes.

    grato.

    obg…

    Responder
    • Ricardo Tocha
      Ricardo Tocha says:

      Você não está sozinho Wellington. Recentemente fiz uma pesquisa em nossa base de clientes e descobri que essa é umas dificuldades comum em vários segmentos de atuação. Pensando nisso eu estou organizando um webinar para mostrar como nós fazemos para conquistar novos clientes. A data está marcada para o dia 11 de junho, assim que colocar a página do vento no ar eu volto a comentar aqui.

      Responder
  6. BRUNO
    BRUNO says:

    Obrigado pelas dicas. estamos reformulando nosso contrato de prestação de serviços. Considerando que minha clientela é composta por clientes de pequeno porte e pagam em media meio salario minimo de honorários. Qual seria um bom percentual de multa e juros a ser cobrado? Pensei em 2% de multa mais juros de 1% ao dia. Você acha abusivo? Qual seria o ideal? obrigado!!

    Responder
  7. Bia
    Bia says:

    Bom dia, muito útil, obrigada! Só gostaria de saber como fazer esse acordo amigável, tenho alguns clientes inadimplentes, e gostaria de enviar um e-mail pra tentar uma negociação, tem algum modelo? Para que eu não pareça rude?

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *